Pages

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Veja o ensaio Transeuntes feito nas ruas de Natal

O fotógrafo da Prefeitura do Natal e do jornal Tribuna do Norte, João Maria Alves, fez um belo ensaio com anônimos caminhando nas ruas da nossa cidade.

As fotos foram realizadas na Ribeira e também na Praia de Ponta Negra. O Blog da Prefeitura disponibiliza algumas fotos do ensaio.


 

Prefeito sanciona lei da bilhetagem eletrônica unificada

Foto: Junior Santos/TN
 
 
 
Na manhã desta segunda-feira (30), a Prefeitura do Natal publicou, no Diário Oficial do Município, a sanção ao projeto que autoriza o Executivo a implantar a bilhetagem eletrônica unificada nos transportes de Natal. Em 30 dias, será formada comissão que definirá os moldes para a implantação do sistema nos transportes alternativos.

De acordo com o projeto aprovado, a unificação poderá se dar mediante a escolha de uma única tecnologia de bilhetagem eletrônica ou através da interoperabilidade no Sistema Automatizado de Bilhetagem Eletrônica de Natal (SABE), mediante a capacidade de duas ou mais tecnologias de aceitarem mutuamente os créditos eletrônicos e cartões utilizados por cada uma delas.

O Custeio para a efetivação das mudanças será de cada um dos permissionários dos serviços. O Seturn e Sitoparn serão os responsáveis pela comercialização das passagens inteiras, vale transporte e a passagem com abatimento, "sendo os custos do serviço e da confecção dos cartões assumidos pelos Sindicatos representativos até a homologação da licitação de transporte coletivo, quando o município assumirá a comercialização".

Para entrar em vigor, uma comissão formada por representantes da Prefeitura, Câmara Municipal, Seturn, Sitoparn e do Conselho Municipal de Transporte de Mobilidade Urbana, que terão que definir, em até 30 dias, como será a implantação do serviço e comercialização dos bilhetes.

Com a medida, todos os ônibus e transportes alternativos deverão possuir a infra-estrutura embarcada necessária para a bilhetagem unificada, incluindo a tecnologia de controle através de GPS.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Obras de mobilidade de Natal vão gerar cerca de 2 mil empregos e injetar R$ 549 milhões na economia

Raimundo Chaves depois das Obras de Mobilidade


Os três lotes de obras de mobilidade de Natal e a obra de drenagem das zonas Oeste e Sul vão injetar R$ 549 milhões na economia local e gerar mais de 2 mil empregos. 

O efeito deste investimento na economia deverá ser sentido entre o final desde ano e o início de 2014, quando todas essas obras estarão em andamento. 

Além do fator técnico delas - melhora no trafégo urbano e na vida do natalense - essas ações também deixarão um legado econômico, com a geração de emprego e receitas.

Isso porque o investimento público é um dos principais elementos da composição do PIB (Produto Interno Bruto) local pelo seu fator multiplicador de renda.

Fora essas quatro obras, a Prefeitura vai executar ainda o Projeto Orla - que representa um investimento de R$ 14 milhões - e a construção de corredores exclusivos para ônibus, outro investimento, agora estimado em R$ 104 milhões.

Isso sem falar que Prefeitura do Natal já executa as obras de recuperação, enrocamento e engorda da Praia de Ponta Negra num investimento de R$ 23 milhões.

A perspectiva da atual administração é que em 2014 seja investido algo próximo de R$ 1 bilhão em toda a cidade.

O que significa mais emprego e mais renda para toda a cadeia econômica da cidade. 

É Natal se reergendo.

Projeto Som da Mata recebe a banda instrumental Camarones Orquestra Guitarrística

A família natalense ganhou de volta a alegria de passear aos domingos no Parque das Dunas com o ritmo das atrações do consagrado projeto Som da Mata. 

Em sua próxima edição neste domingo (29), o Anfiteatro Pau Brasil irá receber o quinteto instrumental potiguar Camarones Orquestra Guitarrística, que aproveita para comemorar seus cinco anos de atividade lançando seu mais novo álbum:  “O Curioso Caso da Música Invisível”

O show começa a partir das 16h30.  O evento tem apoio da Prefeitura do Natal por meio da Lei Djalma Maranhã.



 

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Semob prevê mudança em 11 linhas


Apesar de ainda não ter especificado o dia de início das interdições para obras de mobilidade no entorno da Arena das Dunas, já estão definidas pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) as respectivas interrupções de tráfego de veículos e as vias alternativas. Onze linhas do transporte coletivo terão mudanças de itinerário.

Foto por Magnus Nascimento


Previstos para começarem entre a primeira e a segunda semana de outubro, os serviços vão interromper as seguintes avenidas: Lima e Silva entre a avenida Salgado Filho e a avenida Prudente de Morais; Romualdo Galvão, apenas no sentido Centro-zona Sul, entre a Lima e Silva e a Miguel Castro; avenida Capitão Mor Gouveia da rua São José à Prudente; rua Raimundo Chaves entre BR-101 e Prudente; e a Prudente de Morais, no sentido zona Sul-Centro, da Miguel Castro à rua Raimundo Chaves.

Além dessas interrupções, outras pequenas alterações ocorrerão: a Prudente de Morais, apesar de liberada funcionará, no máximo, com duas faixas entre a Miguel Castro e a Raimundo Chaves no sentido Centro-zona Sul; e a rua São José, entre a Militão Chaves e a Raimundo Chaves, ficará apenas no sentido Candelária-Centro.

De acordo com o diretor de Fiscalização de Transporte da Semob, Rogério Leite, as interrupções ainda não tiveram início porque é preciso terminar a pavimentação das vias alternativas e a recriação de canteiros como o da Prudente que interrompe a Militão Chaves, que deixará de existir.

Devido às interdições, 105 ônibus que respondem por 11 linhas terão seus percursos alterados, além da relocação de três paradas da Prudente de Morais, que ficam no sentido a ser bloqueado, para a rua São José. As linhas de ônibus que terão novo itinerário são: 24, 35, 43, 44, 33, 33A, 33B, 30, 31, 39 e 41.

Mesmo mudando as ruas, Rogério Leite afirma que as paradas de ônibus na São José serão nas mesmas imediações da Prudente. Em relação à sinalização para implantação das paradas provisórias, Rogério considera a rua bem sinalizada e diz que há apenas o plano de sinalização para novos abrigos de passageiros, mas ainda não começaram a ser executadas. “Esse serviço é rápido. Pode ser resolvido em uma noite”, afirma.

As empresas de ônibus, segundo ele, estão sabendo das alterações do percurso desde o último dia 13, quando foi feito experimento com membros da Semob e motoristas de ônibus. Nesse teste foram feitos os percursos alternativos dentro de um ônibus, para avaliar, por exemplo, se é possível o veículo realizar manobra nas atuais ruas.

Sobre a duração da viagem, o diretor de Fiscalização e Transporte considera que essa mudança poderá ser observada depois que a nova rota for colocada em prática. “O trânsito não pode ser colocado a qualquer momento nas ruas. Mas sobre a quilometragem, a mudança é bem pequena”, disse Rogério.

Está previsto para o segundo pacote de obras de mobilidade, intervenções na avenida Capitão Mor Gouveia e em áreas próximas, mas por implicarem em novos desvios serão postas em prática daqui a um ou dois meses.

Segundo Rogério Leite, essas obras atingem sete linhas que trafegam pelo bairro de Cidade da Esperança: 08, 01, 19, 22, 59, 66 e 71. 

Transporte coletivo

Cronograma das audiências públicas
27/9 – Auditório do Sest/Senat,  avenida Omar O’Grady, Pitimbu (Zona Sul).
30/9 – Sesc, rua Coronel Bezerra,  33, Cidade Alta (Zona Leste).
2/10 – IFRN, rua Brusque, 2976, conjunto Santa Catarina (Zona Norte).

Lírios nos campos

Imagem do Projeto Orla



Depois que um tufão chamado Micarla deixou destroços espalhados por todos os setores de Natal e do iminente fracasso do governo Rosalba, que a pouco mais de um ano para encerrar o mandato não conseguiu imprimir a marca da eficiência para associar sua gestão ao desenvolvimento do Rio Grande do Norte, uma tênue luz volta a aquecer o sentimento de esperança que urge brotar no coração dos natalenses.

As obras de mobilidade urbana inseridas na matriz da Copa do Mundo, que o prefeito Carlos Eduardo garante concluir até maio do próximo ano, podem não somente melhorar o fluxo do trânsito na região do estádio Arena das Dunas, em Lagoa Nova, eliminando gargalos críticos com a construção de túneis e viadutos, mas igualmente embelezar a cidade e restituir a autoestima da população, abalada por administrações desastrosas que comprometeram o funcionamento até mesmo de serviços básicos.

O projeto que passou em brancas nuvens na administração verde, que por sinal jamais amadureceu em frutos para a sociedade, agora tem previsão real de ser concretizado em apenas oito meses, depois que outros oito meses foram consumidos para arrumar o Palácio Felipe Camarão, fortemente atingido pelo vendaval da inadimplência e dívidas incalculáveis que reduziram a zero o poder de investimento do gestor de plantão.

Não apenas esta obra isoladamente está prevista para produzir funcionalidade à rotina da população. Outras intervenções na malha viária e na orla urbana, também contempladas com recursos federais – mas que exigem contrapartida do município e, consequentemente, equilíbrio nas finanças – devem resgatar - com doses certas de engenhosidade - a época em que Natal despontava como uma das capitais mais belas do Nordeste, deslumbrando a quantos turistas a visitassem.

As intervenções previstas para o complexo da Urbana, no bairro Nordeste, e a renovação de calçadas e abrigos de ônibus também compõem o leque das obras que certamente irão melhorar as condições de deslocamento de todos, enquanto a restruturação de Ponta Negra e das praias de Areia Preta, Artistas, do Meio e do Forte, há muito reclamada por banhistas e comerciantes, refletirá na melhoria da qualidade de vida dos habitantes e no fortalecimento da economia local.

A estas obras esperamos que se some ainda a imediata reabertura do Parque da Cidade que, por questões óbvias, deve este compromisso constituir uma questão de honra para o prefeito, e a reforma e paisagismo das praças e demais áreas de lazer da cidade, transformando Natal numa cidade melhor de se viver. No entanto, para que o Executivo instale o promissor canteiro de obras contempladas do projeto de mobilidade urbana ainda falta que a Câmara Municipal avalize o empréstimo requisitado. Perdeu a oportunidade de fazê-lo integralmente ontem. Preferiu optar pela moeda de troca. Estamos de olho.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Processo seletivo da Saúde tem quase dois mil inscritos; resultados saem dia 1 de outubro



As inscrições ao Processo Seletivo Simplificado, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde para contratação de profissionais, por tempo determinado, para atuarem na rede pública de saúde de Natal, teve seu prazo encerrado no último domingo, 23 de setembro, regularmente às 23h59, como previa o edital.

Um total de 1943 candidatos se inscreveu no sítio da Prefeitura e homologou sua inscrição entregando os documentos comprobatórios. Os cargos que mais registraram candidatos interessados foram Enfermagem e Técnico em Enfermagem, com 635 e 565 inscritos, respectivamente.

Os demais cargos oferecidos no processo apresentaram os seguintes números de candidatos inscritos: Técnico em radiologia, 238; Assistente Social, 143; Nutricionista, 118; Técnico em laboratório, 81; Farmacêutico, 69; Bioquímico, 60; e Médico, 34.

O processo seletivo da SMS visa à contratação imediata de 355 profissionais, sendo 37 enfermeiros, 10 assistentes sociais, 10 farmacêuticos, 10 farmacêuticos bioquímicos, 105 médicos (clínicos, pediatras, psiquiatras e ortopedistas), quatro nutricionistas, 20 técnicos em laboratório, 143 técnicos em enfermagem e 20 técnico em radiologia.

A maior parte dos profissionais integrará a equipe das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Cidade da Esperança, que entra em funcionamento no final de outubro próximo, e de Pajuçara.

Outros, como os técnicos de enfermagem, trabalharão no serviço de motolâncias do SAMU e Técnicos de radiologia serão lotados nos serviços de exames radiológicos instalados no Pronto Socorro Infantil Sandra Celeste, no Hospital dos Pescadores e nas duas UPAS.

Todo o processo de seleção dos candidatos inscritos ocorrerá esta semana e será realizado por bancas de professores da UFRN. O resultado final do certame está previsto, em edital, para ser divulgado em 1º de outubro, no sítio da Prefeitura do Natal (www.natal.rn.gov.br/dom).

Projeto de licitação pretende integrar transporte da Região Metropolitana de Natal

Audiência de licitação na Zona Oeste

A Secretária de Mobilidade Urbana de Natal, Elequicina dos Santos, disse hoje, em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, que quer integrar o sistema de transporte dos municípios da região metropolitana com Natal.

A iniciativa só será possível após a licitação de transporte público. As audiências públicas para debater a lei autorizativa iniciaram nesta quarta-feira (25) e seguem até o dia 2 de outubro. Estão ocorrendo em todas as zonas de Natal.

Ao final dos debates, a lei autorizativa será encaminhada a Câmara Municipal de Natal e, depois da aprovação, vai iniciar a confecção do projeto de licitação.

Outras audiências públicas estão previstas para depois que a lei autorizativa da licitação estiver em vigor.

Veja a entrevista

 

Qual importância dessas audiências públicas que iniciam hoje?

A importância é a transparência e ter a participação da sociedade. Essas primeiras audiências dizem respeito à lei autorizativa. A lei tem as diretrizes para o processo licitatório que será o passo seguinte.

A população poderá opinar com relação ao transporte? Dizer quais linhas são necessárias?


Ainda não. Amanhã vamos explicar bem como as audiências irão funcionar. Seremos claros. Nesse momento, o que será discutido é o projeto de lei onde vai dar início a esse processo de licitação do transporte coletivo. Nesse projeto de lei, há as diretrizes do processo e é interessante ter a participação popular.

E quando o edital será debatido mesmo?

Nas próximas reuniões, após aprovação da lei, é que passará para o edital e vamos discutir com a população. Mostrar o que está planejado e saber se atende a demanda da população. Mas isso será num segundo momento.

E com relação à licitação do transporte na RMN? Existe preocupação?

A preocupação existe. O nosso projeto prevê a integração intermodal com o transporte da RMN. Há uma previsão de integração futuramente que pode ser com trem, ônibus ou alternativos.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Centro Público de Emprego oferece 35 vagas de trabalho



O Centro Público de Emprego, órgão ligado a Secretaria Municipal de Assistência Social, divulga hoje 35 vagas de trabalho disponíveis.

Os interessados podem comparecer ao Centro Público da Cidade Alta, localizado na Rua João Pessoa, 78 (em frente Praça Padre João Maria), portanto os seguintes documentos: Carteira de Identidade, CPF, Carteira de Trabalho e n° do PIS/PASEP. 

Chegando lá, quem não estiver cadastrado será feito conduzido para fazer. Além disso, será feita uma triagem para que possa receber o encaminhamento à vaga de emprego.

Maiores informações: 3232.4922

VAGAS DISPONÍVEIS:

QUADRO DE VAGAS ABERTAS
DATA:
24/9/2013 10:22
OCUPAÇÃO
QUANTIDADE
REQUISITOS
COSTUREIRO DE MÁQUINAS INDUSTRIAIS
20
06 MESES DE EXPERIÊNCIA; ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO; ACEITA PORTADOR DE DEFICIÊNCIA
SERRALHEIRO
2
06 MESES DE EXPERIÊNCIA EM CTPS; SEXO MASCULINO
MENSAGEIRO
1
ENSINO MÉDIO COMPLETO; SEXO MASCULINO; INGLÊS BÁSICO
REPOSITOR DE MERCADORIAS
2
06 MESES DE EXPERIÊNCIA EM CTPS; SEXO MASCULINO; ENSINO MÉDIO COMPLETO
FISCAL DE LOJA
1
06 MESES DE EXPERIÊNCIA EM CTPS; SEXO MASCULINO; ENSINO MÉDIO COMPLETO
AUXILIAR DE LIMPEZA
2
06 MESES DE EXPERIÊNCIA; SEXO MASCULINO; ENSINO MÉDIO INCOMPLETO
LANTERNEIRO DE AUTOMÓVEIS
1
06 MESES DE EXPERIÊNCIA; SEXO MASCULINO; ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO



MOTORISTA DE CAMINHÃO -GUINCHO MUNK
1
06 MESES DE EXPERIÊNCIA EM CTPS; SEXO MASCULINO; ENSINO MÉDIO COMPLETO
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
1
NÃO EXIGE EXPERIÊNCIA; SEXO FEMININO ENSINO MÉDIO COMPLETO
AUXILIAR DE LIMPEZA
2
NÃO EXIGE EXPERIÊNCIA; SEXO MASCULINO; ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO; ACEITA PORTADOR DE DEFICIÊNCIA
AUXILIAR DE LIMPEZA
2
NÃO EXIGE EXPERIÊNCIA; SEXO FEMININO; ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO; ACEITA PORTADOR DE DEFICIÊNCIA
TOTAL
35


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Um legado para Natal



*Artigo veiculado na edição de domingo da Tribuna do Norte

Natal teve 53 meses para realizar as quatro obras da matriz da Copa FIFA 2014. Quando assumimos, só restavam 18 meses e nada fora feito. Por isso, tais obras já eram dadas praticamente como perdidas. Natal estava ameaçada de ser excluída da competição. Não podíamos admitir tal absurdo e nos comprometemos a realizá-las. A primeira providência foi readequar o projeto do lote 1,  com intervenções na Felizardo Moura, Complexo da Urbana, Mário Negócio, Bernardo Vieira, Mor Gouveia, Jerônimo Câmara, dentre outras importantes artérias que compõem o corredor estrutural oeste. As obras compreendiam alargamento de vias, corredores exclusivos para ônibus, canteiros centrais, calçadas acessíveis e plataformas de embarque e desembarque. No redimensionamento do projeto, reduzimos as desapropriações de imóveis de R$ 25,6 milhões para apenas R$ 4 milhões e deixamos de lado o alargamento da Mor Gouveia, implantando-se o primeiro binário de Natal, onde a Mor Gouveia e a Jerônimo Câmara passarão a ter mão única, solução inovadora já adotada em cidades como Curitiba e Rio de Janeiro. As intervenções estão orçadas em R$ 118 milhões.

As obras de drenagem, orçadas em R$ 194 milhões, já foram iniciadas, pois não exigem contrapartida da Prefeitura.  Elas vão eliminar 33 pontos de alagamento em Lagoa Nova, Nova Descoberta, Dix-Sept Rosado, Candelária, Bom Pastor, Cidade da Esperança e Nazaré. As obras incluem a urbanização de 7 lagoas e a construção de um túnel com 12 quilômetros de extensão e 45 metros de profundidade para levar as águas pluviais até o rio Potengi, interligando o sistema de drenagem das zonas sul e oeste. Também já foi dada ordem para os serviços contidos no lote 3, que vão padronizar  e dar acessibilidade a 55 quilômetros de calçadas entre as zonas sul e oeste. Serão construídos 278 mil metros quadrados de calçadas, que receberão 300 abrigos de passageiros e 6 mil árvores, num projeto de inclusão, cidadania, mobilidade e meio ambiente, orçado em pouco mais de R$ 25 milhões.

Finalmente, foi dada ordem de serviço para a quarta obra, o lote 2, que prevê a construção de 6 túneis (Romualdo Galvão com Lima e Silva, Jerônimo Câmara com Prudente de Morais, Mor Gouveia com Prudente de Morais, Raimundo Chaves com Prudente de Morais e mais 2 na Lima e Silva com Prudente de Morais) O projeto contempla também um viaduto estaiado na rotatória da Prudente de Morais e outro na Salgado Filho, a construção de 2 passarelas (Mor Gouveia e Moraes Navarro), passagens de níveis, iluminação, sinalização e paisagismo, além de passeios com piso tátil, rampa para portadores de necessidades especiais e paradas de ônibus. Seu custo está orçado em R$ 222 milhões. Para garantir tudo isso, faz-se necessária uma contrapartida de R$ 70 milhões. Assim, com apenas 8 meses de gestão, já estamos com investimentos de R$ 629 milhões só com mobilidade. Além disso, vamos aplicar R$ 15 milhões na nova orla, R$ 23 milhões na recuperação de Ponta Negra, perfazendo um total de aproximadamente R$ 700 milhões e vamos entrar em 2014 com novos projetos que superam a marca de R$ 1 bilhão. Isto representa empregos, salários, movimentação econômica. É Natal se reerguendo.

Carlos Eduardo
Prefeito de Natal

Índice Firjan constata piora na gestão fiscal de Natal em 2011



Natal caiu 7% no índice Firjan de Gestão Fiscal relativo ao ano de 2011 comparado com o ano anterior. 

O IFGF foi divulgado na semana passada pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). O levantamento é feito anualmente a partir de dados declarados pelos próprios municípios à Secretaria do Tesouro Nacional, responsável por consolidar informações sobre as contas públicas municipais.

Confira os dados detalhados

O índice varia entre 0 e 1, quanto maior a pontuação, melhor é a gestão fiscal do município. Cada município é classificado com conceitos A (Gestão de Excelência, acima de 0,8001 ponto), B (Boa Gestão, entre 0,6001 e 0,8), C (Gestão em Dificuldade, entre 0,4001 e 0,6) ou D (Gestão Crítica, inferiores a 0,4 ponto).

Natal que em 2008 chegou ao conceito B com o índice 0,7559 vem apresentado quedas seguidas nesse índice que apura a situação fiscal das Prefeituras e em 2011 obteve o índice 0,4375, ficando com o conceito C (Gestão em Dificuldade).

O índice é composto por cinco indicadores:

IFGF Receita Própria, que mede a capacidade de arrecadação de cada município e sua dependência das transferências de recursos dos governos estadual e federal;

IFGF Gasto com Pessoal, que representa o gasto dos municípios com quadro de servidores, avaliando o grau de rigidez do orçamento para execução das políticas públicas;

IFGF Liquidez, responsável por verificar a relação entre o total de restos a pagar acumulados no ano e os ativos financeiros disponíveis para pagá-los no exercício seguinte;

IFGF Investimentos, que acompanha o total de investimentos em relação à receita líquida;

o IFGF Custo da Dívida, que avalia o comprometimento do orçamento com o pagamento de juros e amortizações de empréstimos contraídos em exercícios anteriores.

Dos cinco indicadores do estudo, IFGF Receita Própria, IFGF Gasto com Pessoal, IFGF Liquidez e IFGF Investimentos representam 22,5%, cada, sobre o resultado final. Já o IFGF Custo da Dívida tem peso de 10%, por conta do baixo grau de endividamento dos municípios brasileiros.

Natal mantém o equilíbrio no item custo da Dívida desde que a Firjan começou a fazer esse levantamento em 2006 e registrou um incremento na receita própria em 2011, chegando ao índice 0,8693contra 0,6969 em 2008.

O que levou a capital a despencar no ranking ficando em penúltimo lugar entre as  capitais brasileiras foi a capacidade de investimentos que vem caindo ano a ano desde 2008, a liquidez e os crescentes gastos com pessoal.

Os investimentos que em 2007 chegaram ao Conceito A com o índice 0,9034 em 2011 tiveram conceito D com 0,1800. Já a liquidez que em 2008 tinha o índice 0,7489 em 2011 despencou ficando com o índice 0,0313 (o item liquidez verifica a relação entre o total de restos a pagar acumulados no ano e os ativos financeiros disponíveis para pagá-los no ano seguinte).

Também o índice relativo aos gastos com pessoal teve uma queda de 0,6640 em 2008 para 0,4750 em 2011. Esse índice analisa a relação entre a Folha de Pagamentos e o orçamento para execução das políticas públicas.

O IFGF é levantado anualmente e no próximo ano deverá trazer a consolidação dos dados de 2012, último ano da gestão anterior. Só em 2015 serão analisados os dados relativos a 2013, primeiro ano da atual gestão dos prefeitos eleitos em 2012.


Prefeito Carlos Eduardo fala sobre apoio da Prefeitura a Meia Maratona de Natal



Pela primeira vez em cinco anos, a Prefeitura do Natal vai apoiar a Meia Maratona, evento que se firmou como o maior do gênero no Rio Grande do Norte. O poder municipal vai dar apoio logístico a prova e marca o compromisso em apoiar o esporte local. 

O jornal Tribuna do Norte trouxe na edição deste domingo (22) um bate papo com o prefeito Carlos Eduardo sobre a maratona. Nela, o prefeito fala sobre o apoio que o município dá ao esporte e sobre a importância da Meia Maratona.

“Enquanto exercer o mandato, seremos parceiros da Meia Maratona”

Bate-papo Carlos Eduardo Alves - Prefeito de Natal

Como a Prefeitura do Natal vê a Meia Maratona?
Vejo como um evento que está cada vez mais consolidado no calendário esportivo não apenas do Rio Grande do Norte, mas como um dos mais importantes do país em seu gênero.

Fortalece o esporte na cidade e no Rio Grande do Norte?
Sem dúvida. Na medida em que vai garantindo seu espaço dentre as principais competições regionais e nacionais dentro da sua modalidade, a Meia Maratona atrai cada vez mais participantes e incentiva as pessoas de um modo geral a praticar uma atividade física.

Ajuda no turismo e setor hoteleiro da cidade?
Este é mais um efeito positivo da Meia Maratona. Dentre competidores, acompanhantes, observadores e até admiradores, acreditamos que a prova tem potencial para atrair muitos visitantes a Natal nos dias que cercam a sua realização. Temos a informação de que o evento traz a cidade um contingente significativo de visitantes, sobretudo de estados vizinhos.

Como a Prefeitura vai ajudar na realização da prova?
Apesar dos problemas financeiros que são conhecidos e que, infelizmente, ainda não superamos por completo, desde o início externamos nossa disposição de colaborar para a realização e o êxito da Meia Maratona. Está sob a responsabilidade do Município toda a parte logística, incluindo a coordenação do trânsito, a promoção da agenda cultural que estará relacionada à prova e, ainda, toda a parte de limpeza pública, desde os dias que antecedem a Meia Maratona até depois dela.

É importante apostar no esporte?
Muito importante. Esporte se traduz em saúde e em qualidade de vida. Então no momento em que somos parceiros de eventos como a Meia Maratona ajudamos a estimular a prática esportiva e a adoção de hábitos saudáveis pela população. Temos outros projetos dedicados a estimular atividades esportivas. Estão aí para comprovar os campeonatos de futebol nos bairros, e a Volta Ciclística de Natal que iremos promover neste ano, dentro do Natal em Natal. Em breve, anunciaremos mais detalhes sobre esse evento. Mas antecipo essas informações para ilustrar o quanto a Prefeitura está engajada na adoção de medidas que estimulem atividades saudáveis e de bem-estar junto à população.

O prefeito pretende apostar nessa parceria para o restante do mandato dele?
Disse isto no momento em que formalizamos a entrada da Prefeitura dentre os apoiadores da prova e repito aqui: enquanto eu exercer o mandato de prefeito, seremos parceiros da Meia Maratona. Somos entusiastas da sua realização e estamos felizes por Natal ter em seu calendário esportivo um evento dessa envergadura.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Prefeito aplica cota extra do FPM integralmente na Saúde

A Cidade do Natal recebeu nesta semana a primeira parcela da cota extra do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), liberado pelo governo federal por meio do Tesouro Nacional, no valor de R$ 4,9 milhões. Com a opção de poder aplicar o montante em qualquer área da administração municipal, o prefeito Carlos Eduardo decidiu que todos os recursos serão destinados à área da Saúde.

A medida visa a recuperar as perdas em função do estado de calamidade na rede pública municipal, decretado pela administração e publicado no Diário Oficial do Município (DOM) no último dia 31 de julho. “Diante da precariedade em que se encontra a estrutura de boa parte da rede pública municipal de Saúde e das limitações financeiras para investir em sua recuperação, aproveitamos esses recursos extras do FPM para reforçar esse trabalho de melhoria das unidades básicas de atendimento”, explica o prefeito Carlos Eduardo.

Além de Natal, outras 166 cidades do Rio Grande do Norte estão sendo contempladas com a cota extra do FPM que é uma transferência constitucional composta de parte da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Denominado de Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), o repasse ainda contempla uma segunda parcela que deverá ser liberada até abril do próximo ano. Em todo o Brasil, estão sendo beneficiadas mais de 5.000 cidades cujos recursos variam de acordo com o número de habitantes de cada um.

 

Com os R$ 4,9 milhões adicionais, a Secretaria Municipal de Saúde soma quase R$ 8 milhões em reforço financeiro para enfrentar o estado de calamidade no setor. Estão inseridos nessa conta os recursos destinados pelo Ministério da Saúde, na ordem de R$ 3 milhões, para aplicação em serviços de média e alta complexidade executados na rede do Município.

Entre as medidas tomadas pela SMS, estão as reformas da Maternidade Leide Morais e das unidades de saúde do Conjunto Vale Dourado e da Guarita, que estavam interditadas. O Hospital dos Pescadores também está sendo reformado para atender as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso, a Prefeitura já concedeu ordem de serviço para a execução das obras de recuperação da Unidade de Saúde de Lagoa Seca e colocou em processo de licitação a recuperação das unidades de Soledade 1, Pompeia e Novo Horizonte.

Outra iniciativa relevante foi a abertura do Processo Seletivo Simplificado para contratação por tempo indeterminado de 355 profissionais. Os contratados serão distribuídos para atuar nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Cidade da Esperança e do Pajuçara, no serviço de motolâncias do SAMU, no Pronto Socorro Infantil Sandra Celeste e no Hospital dos Pescadores, nas Rocas.

Reforma do Palácio dos Esportes avança



Via Tribuna do Norte

A reforma do Palácio dos Esportes Djalma Maranhão, em Natal, completou dez dias de curso nesta sexta-feira (20). A obra avançou. O piso do ginásio foi totalmente retirado e as ações para acessibilidade também estão em curso. A Prefeitura do Natal pretende ter as obras finalizadas até o dia 27 de dezembro, quando a praça esportiva completa 50 anos. Porém, ainda não há a confirmação para a data de entrega.

O secretário de Esportes de Natal, Eduardo Machado, disse que o contrato para a realização da obra prevê a conclusão em até 180 dias. Porém, o Executivo tem a esperança de finalizar ainda neste ano. "Seria uma forma de comemorarmos os 50 anos do ginásio com a reabertura do novo Palácio dos Esportes. É o objetivo, mas vamos ver se será possível. Como é uma estrutura antiga, às vezes podem ocorrer problemas no curso das obras que demandem mais tempo para a solução. Vamos aguardar", explicou o secretário.

Na primeira etapa, as intervenções no ginásio foram a retirada total dos alambrados e do piso, além da derrubada de paredes que abrirão espaço para as obras de acessibilidade. Segundo Eduardo Machado, o Palácio dos Esportes receberá placar eletrônico, nova iluminação e piso emborrachado idêntico ao do ginásio Nélio Dias. Contudo, a ampliação da quadra não será viável.



"Para deixar a quadra nas medidas oficiais para receber partidas de handebol ou futsal, teríamos que retirar boa parte das arquibancadas. Por isso, vamos manter o tamanho e utilizar o Palácio dos Esportes para jogos de basquete, vôlei, além de eventos artes marciais, tudo com boa estrutura e conforto para atletas e população", disse Eduardo Machado.

A reforma do Palácio dos Esportes vai custar R$ 1,1 milhão de reais. Os recursos são quase que totalmente da União, com a contrapartida de R$ 100 mil da Prefeitura do Natal.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Natal sofre trotes, furtos de plantas e cabos elétricos


Nas bastasse o furto de plantas que a Prefeitura de Natal ornamenta os canteiros centrais da cidade, a Secretaria de Serviços Urbanos (Semsur) enfrente outro grave problema de ação bandida.

O furto de cabos da rede elétrica. Por isso, avenidas tiveram fornecimento de iluminação pública prejudicada nos últimos quinze dias. Período com maior incidência nas zonas Norte e Sul.

Principalmente nas avenidas João Medeiros Filho, Tomaz Landim, Ponte Newton Navarro (tanto na Redinha, como na lateral da Praia do Forte), Viaduto do Quarto Centenário e Praça da Árvore, em Mirassol. Foram cerca de mil metros de cabos, causando um prejuízo de R$ 34 mil à Semsur.

Para tentar minimizar o impacto do furto, a Secretaria mobiliza recursos, equipe técnica e material para repor as estruturas danificadas e restabelecer o funcionamento normal da rede de iluminação.

Tem mais problema. Os trotes passados para o Call Center. Segundo Antônio Fernandes, diretor do Departamento, os trotes representam uma média 12% das ligações registradas.

E para denunciar e combater os furtos, eis o número para ligação gratuita: 0800.281.8980, das 8h às 18h.

Prefeitura pretende construir mais 34 centros municipais de educação até 2015



A Secretaria Municipal de Educação preteende construir 34 Centros de Municipais de Educação até 2015. Esse é um dos desafios da secretaria Justina Iva que assumiu o posto no início do ano e trabalha para melhorar a qualidade da educação municipal.

Uma das conquistas da SME foi iniciar, no período correto, o ano letivo. Vale lembrar que em 2012, ele nem sequer chegou a terminar de acordo com o calendário. Outra conquista foi a de garantir a merenda escolar, elemento importante para a educação pública.

Na valorização dos profissionais, negocioue garantiu ganhos salariais para os professores e colocou em dia os salários dos tercerizados, além dos repasses aos fornecedores.

Na entrevista dada ao Blog da Prefeitura, Justina Iva destaca as ações do presente e do futuro da educação pública municipal.

01- Quais os principais avanços da SME desde que a senhora assumiu nessa gestão?

Foram vários, mas posso destacar alguns: Pagamentos e salários em dia para terceirizados, conveniados, fornecedores, aluguéis, etc; cumprimento do repasse de 26% do orçamento para a educação, isso feito a cada 10 dias; negociação, pagamento e correção dos salários dos professores; intervenções em mais de 100 escolas;  cultura aos alunos da rede municipal: 1.100 alunos foram ao Teatro Riachuelo e 4.000 irão ao festival de cinema no Cinemark; unificação da carreira do magistério (professor e educador infantil); entre outros.

02- Quais os principais projetos para o futuro?

Também são vários, mas existem os principais e os estão em andamento. São eles: universalização dos atendimento das crianças de 4 e 5 anos até 2016; investimento em capacitação para 2.000 professores; ampliação de 50% para o atendimento de creche; ampliar e reformar todas as escolas que tem sede própria; implantar banda larga em todas as escolas; reformar as quadras esportivas e 09 quadras cobertas e muito mais.

03- Quantos CMEIS a SME pretende construir e em quanto tempo?

Ao todo serão 40, já tendo 6 em construção e 34 a construir até 2015.